quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Pequeno conto.

Era Noite de céu estrelado, daqueles bem dignos de grandes histórias de amor.
Eram dois lados de uma futura ex-moeda.
Ele. Ela. A lua brilhando na praia.
palavras mudas em um silêncio doído.

Um dos corações estava pequeno, com medo, esperando.
O outro era pura ansiedade, expectativa de reação.
Deram as mãos, Olhos nos Olhos em uma conversa sem palavras.

Sonhos que foram feitos, planos que não mais seriam vividos, momentos.
Relances que passeavam no caminho do diálogo sem fala.
O coração pequeno queria mais, queria a plenitude da aposta
O seu medo era fruto do outro, da indecisão alheia.
medo produto de outro medo.

Um queria a liberdade que para ele só a solidão daria.
Queria desfrutar da vida, experimentar sensações, cair e levantar.
seguir em frente.

Com um beijo na testa um coração se despediu do outro.
O cenário romântico não entendeu. ninguém entenderia.
só os dois corações, agora sozinhos, vagando nesse mundo de dilemas.

4 comentários:

Samir Raoni disse...

Eu me chamo Samir Raoni, sou arte educador e tenho um grupo chamado Coletivo Samaúma - Ecopedagogia, Permacultura e Educomunicação. Estava pesquisando comunidades no orkut com o mesmo nome e encontrei vcs daqui de belém, e a maior coincidência de todas é que eu conheço thiago, moderador e wirna, que acredito ser sua amiga. Luã, namorado da Wirna é da mesma ong que eu faço parte. Por que estou te contando isso? Porque junto com cinco amigos criei o Coletivo Samaúma que tem uma proposta muito parecida com a de vocês. O Coletivo de Vocês foi criado em 2007 e o nosso em janeiro dese mesmo ano. O Coletivo de vocês esta ativo, digo, vcs realizam atividades??? Seria muito bom se nos unissemosm nossas energias!
Se quiser saber o que realizamos nos ultimos meses acessa nosso blog: www.samauma.wordpress.com

coloquei aqui pq no orkut é visto como spam

Samir Raoni disse...

* o nosso em janeiro de 2009

Sal disse...

que lindo seu blog e seus textos... adorei!!!

bjo

Vivendo na Eternidade disse...

Dilemas. O amor é cheio deles. Sua ausência também. Seu texto exemplifica com sucesso o que é a vida: um emaranhado de sensações e escolhas prontas para serem feitas. Seguir em frente é preciso, assim como as personagens fizeram.
Magnífico.

Alice & Carter.