quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Amor Platônico

E mais um sonho acontecia na mente de Marcos, sim, ela estava linda como sempre, toda vestida de branco, olhar lânguido deitada em seus braços, com toda aquela luz que só ela possuia, só ela , só ela..
Todo dia na Faculdade era uma tortura e uma felicidade ao mesmo tempo
Ninguém nessa terra poderia ter aquele andar, aquele sorriso
qualidade exclusiva dela, a perfeição.
Ela tão Próxima, sempre perto ao ponto de Marcos quase poder tocá-la. Como seria tocar a pele de Juliana? Sentir toda aquela maciez e perfume oriundos dela, só dela, só dela..
Estudavam na mesma sala, na mesma Faculdade, mesmo curso, mesmos interesses
Moravam na mesma rua, e para Marcos era conviver eternamente com o paraíso.
Nunca trocaram palavras, nem mesmo cumprimentos.
Desde sempre a notara, desde sempre a quisera...logo ela tão perfeita, tão não humana, um anjo moreno lindo de cabelos negros, inatingiveis.
e ele? um desajeitado.
não, ele não merecia tanto, ele não tinha direito a ela. não tinha direito de respirar o mesmo ar que ela, não, tudo era para ela, beleza maior.
Sua musa, sua deusa, Inspiração absoluta da sua vida.
Enviava-lhe cartas anônimas semanalmente, deixava em sua caixa de correio e saia correndo
como uma criança, que ele há muito já não era - até barba já possuia.
idealizava encontros românticos, passeios, ainda mais agora que já possuia carteira de motorista e já tinha conta bancária, sempre atualizada por seu pai claro..
Imaginava ardentes declarações e beijos intermináveis, não se demorava muito nesses ultimos pensamentos, seria um pecado sujar a perfeição de Juliana, mesmo que apenas em sonhos.
Já eram dois anos assim, não pensava em outra coisa, não saia, não namorava
não olhava outra garota, não, isso jamais, seria uma traição à sua Deusa.
Escrevia poemas, abraçava seu travesseiro, travesseiro-Juliana, chorava com filmes de amor, ia vivendo com seu amor de fantasia que o alimentava, sustentava.
Estudava muito, malhava, buscava se cuidar, sempre na busca de quem sabe um dia atingir uma pequena porção da perfeição da musa, do anjo alado, lindo lindo...
Tudo ia bem e em sonhos, até que um dia sua musa o olhou.
mostrou interesse, buscou saber dele, ensaiou aproximações.
Finalmente em uma esbarrada na Biblioteca lhe convidou pra sair.
a resposta de Marcos foi dura e seca : Não.
acompanhada de um olhar de raiva e uma saída rápida.
Juliana ficou sem saber o porque daquela reação, o rapaz parecia especial..uma pena.
Enquanto isso Marcos ia andando, Quem ela achava que era para estragar tudo assim? Idiota.
anjo? musa? não, não era pra ser assim, seu ser perfeito se desconstruiu. tanto faz. Fim do amor.
Ia triste e cabisbaixo, quando parou na cantina da faculdade para comprar uma água a fim de tentar engolir sua desilusão quando por ele passou um anjo Louro de olhos cor do céu...
perfeita, nada abaixo disso, era ela, sua nova musa, linda linda..
começou ali mesmo a imaginar beijos e declarações, abraços, emoções, sempre de maneira comedida, seria um pecado enorme ferir a perfeição daquele ser, qual seria seu nome? ó Meu Deus, eu a amo, eu a amo...
.
Ninguém consegue explicar o amor mesmo, não sou eu que vou me dar esse trabalho.
.

4 comentários:

Thais Michele Rosan disse...

Eu me sinto assim as vezes, tenho vários amores platônicos, sonho, imagino cenas como se fossem reais e até acho que as vezes são reais de tão intensas que são hehehee

Adorei demais o texto.
Reflete muito bem como é um amor platônico!!
Parabéns!
te add na minha lista!
Beijos

Letícia Lima disse...

hahahahahahahahaha......
péssimoooooooooooooooo
hsauhsauhsau

eh a vida..isso ja aconteceu comigo algumas vezes tb hahahahahaha...talvez isso explique dois namoros curtissimos meus um de um dia, outro d cinco...hahahahahahah

hummm
marcos eh a versão masculina de Nathália Mariel???


heyyyyy primaaaa
tu tah add na minha lista d blogs viu?!


vc ja escreveu muito aff!!!
eh um feto teu blog!!!
q lindo primaaaa, nunk imaginei vossa senhoria com blog...heheheh

te amooooooo

Leandro Tavares disse...

ah, fofa! valeu a visita tbm!

ah... tem horas que a gente constrói um conto na nossa mente... algo que queríamos que fosse exatamente com aquele andamento!

"Descobrindo blog" disse...

Muito louco esse cara..
já fiz isso também, mas não com essas proporções hahaha