terça-feira, 28 de outubro de 2008

Futilidade? ah não, necessidade.

Um post dedicado a nós mulheres, ate porque o tema a ser tratado a seguir, não faz parte do entendimento masculino.
Preciso expor o que penso sobre salões de beleza e em como um desses salões me deu um fim de semana mágico! Geralmente os homens (ou ate mulheres, no caso, desesperadas) acreditam que vamos ao salão para ficarmos lindas e loiras (morenas não se aborreçam...é a frase) para eles, ledo engano, nos vamos para uma sessão de terapia e relaxamento ( e fofocas com a manicure as vezes), chegando ao fim do dia com unhas e cabelos intactos aparecendo no espelho e melhorando essa danada dessa auto estima.
Sempre fui uma garota meio machinho, meu brinquedo favorito era uma caixa de ferramentas, tenho homens como maioria absoluta no quesito amigos, mato barata, adoro videogame e esse blog é rosa pra ver se eu me acostumo com a cor. Porém, meu lado mulherzinha grita quando vejo que meu cabelo está um lixo ( nem o gel força 100 ajeita) e a unha roída e mal feita, nada fica bem, piora mais ainda se estamos na fase TPM.
Sou dependente química (literalmente) da escova progressiva (ou definitiva? Nunca sei diferenciar....) das escovas de varias nacionalidades ( árabe, tailandesa, chinesa, japonesa) ou sabores (chocolate, açúcar) etc. Deus não estava de bom humor quando fez meus cabelinhos ( nem eu ajudei ele quando com 11 anos raspei minha franja com o gilete do meu pai...) logo, minha amada cabeleireira de 6 em 6 meses me faz virar um ser decente.
Confesso que com a chegada da data do retoque do alisamento o cabelo vai ficando meio arisco com escovas e gel, acordar de manha parecendo o Valderrama vira uma rotina e acaba com o dia de qualquer uma, bem meu humor não estava indo muito bem, quando sábado, ah no sábado, ao passar a tarde inteira sentada chapando, lavando, secando, cortando, chapando de novo o cabelo, eu voltei a ser sociável. Sensação indescritível. Felicidade instantânea. Cabelo de propaganda de shampoo que nenhuma chuva ou umidade estraga.
Agora a chapinha ficara adormecida para ocasiões especiais na gaveta, o gel criara teia de aranha e o pente quase não será utilizado, sem neuras com suor, água ou vento, bem, pelo menos nos próximos 6 meses meu espelho ficara de bem comigo.
Futilidade? Frescura? Coisa de mulherzinha? Olha não sei, pode ate ser, mas que toda mulher adora e precisa de um banho de salão para melhorar auto-estima e o humor, ah, é fato. Frescuras a parte. Algumas necessidades devem ser confessadas e assumidas mesmo.

.

5 comentários:

Anna Oh! disse...

Huahauahauahaauhaua, mas é verdade. Não sou perua, mas um salão de beleza faz milagres no nosso humor e auto-estima... tudo, pq a aparência dá uma melhorada booouaaa.

Bjões

Descobrindo blog disse...

Muito engraçado ..Acordar com cabelo de Valderrama é Freud! hahaha
vlw pelo coments..tb acho!
Mas vem cá que escova é essa que dura 6 meses?rs

Thais Michele Rosan disse...

Olha, eu sou realmente relaxata com meus cabelos, antes cuidava mais, auahau só que agora eles estão um caco, faz quase 1 ano que num corto, ta seco, etc e tal auahaua
mas não tenho paciência de ficar horas e horas num salão..
faço em casa, até cortar eu corto aahauah...

beijos

Gaby Soncini disse...

Quem diz que aparência não importa esta mentindo,apesar de ser terrivel viver em função dela ela esta presente sempre,quando exibimos uma foto no orkut,ou em qualquer outro lugar,enfim sempre queremos parecer bonitos e tal.

Sou bastante moleka e relaxada com minha aparência,acho que a única coisa que cuido bem é meu cabelo.

Mais o importante é ser belo natulmente e sem muitas frescuras,por que como dizia minha vó "Tudo que é demais sobra".

Beijão e gostei do post.

J.C. disse...

Carter "dá trela" com o trecho que em que você cita o Valderrama e também quando você diz que só assim para uma mulher voltar a ser sociável. Ótimo desabafo de vaidade. Carter acredita que se alguém dá valor e procura melhorar aquilo que o(a) foi dado por uma força maior, tem o direito de se achar menos ou mais exuberante em determinados momentos. Claro que isso não pode se tornar uma obsessão, mas cá entre nós, quem não gosta de chamar a atenção sem dizer uma palavra sequer, sem fazer nada, apenas com o "tchã" digno da chegada de uma atriz ou ator hollywoodiano? Carter a parabeniza pela espontaneidade e pela objetividade.
E que seus cabelos a elogiem sempre, pois é, realmente, uma garota bonita.

Jimmy Carter.